Passar para o Conteúdo Principal

Colóquio: "Sines, o porto e o mar. História e património"

Logo do colóquio
Apresentação

Na sequência das escavações arqueológicas de emergência em 2013, no cemitério de Largo Poeta Bocage, em Sines, vários vestígios arqueológicos vieram colocar em causa o conhecimento acerca da relevância de Sines na Época Moderna. Identificaram-se enterramentos relacionados com a escravatura, dando vida a uma outra pista para o circuito mundial das rotas de escravos.

Neste âmbito a Câmara Municipal de Sines iniciou um projeto de investigação, coordenado pelo Arquivo Municipal de Sines, acerca do passado atlântico de Sines nas suas várias vertentes económica, social, cultural e das mentalidades ao longo da história. Uma das vertentes do projeto Sines no Atlântico é o estudo da presença africana em Sines desde a Época Moderna, através dos afluxos de escravos, até ao presente, com a fixação de uma importante comunidade cabo-verdiana na cidade, já no contexto do Complexo Industrial.

Em 2017 terá lugar o colóquio “Sines, o Porto e o Mar. História e Património”, entre os dias 7 e 9 de setembro, com o apoio da Administração do Porto de Sines. Neste colóquio, que contará com a presença de vários investigadores portugueses e internacionais, irá debater-se não só o papel do porto de Sines na história, mas também, de um ponto de vista nacional, os temas das rotas marítimas e comércio intercontinental, o património portuário português ou a problemática da escravatura.

As principais temáticas a explorar são as seguintes:

  • Porto de Sines na história
  • Navios e rotas marítimas
  • Estrutura e património portuário em Portugal
  • Pesca e comércio. Escravatura e corso
  • Vasco da Gama
Páginas
Organização e parceria

O evento terá como parceiros a Administração do Porto de Sines e Algarve (APS), a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Centro de História da Universidade de Lisboa, o Centro de História d’Aquém e d’Além Mar (CHAM) da Universidade Nova de Lisboa, o Centro de Interdisciplinar de História, Cultura e Sociedades (CIDEHUS) da Universidade de Évora, o Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória (CITCEM) da Universidade do Porto, Centro de Estudos da População da Economia e Sociedade (CEPESE), a Escola Secundária Poeta Al Berto (Sines) e a Associação Caboverdiana de Sines e Santiago do Cacém.

Logotipos

 




Legenda da imagem do topo

V.ª de Sines. Fonte: Museu da Cidade, Alexandre Massai, 1621