Passar para o Conteúdo Principal

Proteção Civil acompanha situação na Recipneu

Pcivil destaque 1 980 2500
2017-10-12 (09:20): Incêndio extinto. Situação normalizada

A delegada de Saúde, em articulação com o presidente da Câmara, emitiu esta manhã um comunicado em que dá conta de que o incêndio na Recipneu foi extinto.

Neste momento estão alguns operacionais no local, para controlar a situação e para vigilância em termos de rescaldo.

Devido à evolução favorável do vento, do quadrante sul, as preocupações com a pluma de fumo atingir a cidade durante a noite não se concretizaram com a intensidade inicialmente prevista.

A população pode voltar à sua vida normal.

2017-10-11 (20:58): Atualização da informação e reforço das recomendações de saúde pública

A delegada de Saúde, em articulação com o presidente da Câmara, emitiu ao início da noite um novo comunicado à população sobre a situação na Recipneu.

Nesse comunicado, informa-se que o incêndio está controlado e em fase de rescaldo, mas que devido a mudanças na direção do vento, a pluma de fumo está a atingir Sines durante a noite.

Com efeito, a delegada de Saúde e o Serviço Municipal de Proteção Civil apelam à população para que fique em casa com as janelas fechadas, que não saia ou que saia o estritamente necessário.

2017-10-11 (15:13): Informação Autoridade de Saúde

Conforme informação da delegada de Saúde, quem tiver problemas respiratórios deve ficar em casa, de janelas fechadas, e, se necessário, dirigir-se à urgência do Hospital do Litoral Alentejano.

2017-10-11 (14:32): Ponto de situação na Recipneu

O Serviço Municipal de Proteção Civil encontra-se no terreno a acompanhar o incêndio que deflagrou na madrugada de hoje, 11 de outubro de 2017, na fábrica de reciclagem de pneus da Recipneu, localizada na Zona Industrial e Logística de Sines.

O alerta do fogo, num monte de pneus para reciclar, foi dado às 3h38 da manhã. O incêndio foi dominado às 6h55.

Ao início da tarde ocorreu um pequeno reacendimento, com parte dos pneus a arder em fogo lento neste momento.

Apesar deste reacendimento, que explica o fumo que se voltou a ver na cidade, o incêndio está dominado e estão a decorrer, em paralelo, as operações de rescaldo, iniciadas às 10h00.

O Serviço Municipal de Proteção Civil iniciou o acompanhamento da situação às 3h45.

Às 4h20, foi montado no local um posto de comando conjunto com os Bombeiros Voluntários de Sines.

A Câmara Municipal de Sines tem vindo a apoiar o combate ao incêndio e os trabalhos de rescaldo com alimentos, combustível e maquinaria.

O combate às chamas mobilizou mais de 50 operacionais, de várias corporações de bombeiros, da GNR e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

As operações de rescaldo estão a envolver também meios da APS, da Galp Energia e da empresa Rui & Candeias.

Adenda (2017-10-13): Por lapso, pelo qual pedimos desculpa, não foi referido que, no combate ao incêndio e restantes trabalhos, a Repsol disponibilizou colaboradores, acessos, três veículos pesados e um veículo ligeiro de combate a incêndios, monitores fixos de combate, espumífero e, através da sua rede armada de incêndio, forneceu água aos Bombeiros.